sábado, 13 de outubro de 2018

O inesperado numa viagem.


Me pediram pra explicar melhor o cancelamento da viagem.

Sábado /13 de outubro de 2018.

Minha viagem de Vitória ES até onde desse pra pedalar começou com a viagem de avião de Curitiba até vitória no dia 9 aparentemente sem problemas exceto por uma indisposição ou uma cólica no abdômen.  No aeroporto o amigo Gustavo que iria me acompanhar por alguns dias me falou que não seria possível. Tudo certo pois minhas viagens na quase maioria foram solo. Mas a indisposição passou a ser de uma dor abdominal e depois uma pura dor lacinante.  Pensando ser algo que iria passar de um dia para outro com um laxativo . A dor que vinha em ondas passou a ser contínua.
Tomei uma dose de laxante.
 Consultei por fone algumas pessoas e  o Conselho unânime foi: Busque o hospital com urgência.  Apesar de abominar hospitais e doenças foi o que fiz. Dei entrada na emergência do hospital Santa Rita / para buscar um diagnóstico. Depois de vários exames incluindo uma tomografia veio o resultado : diverticulite.  A doença que matou Tancredo Neves que não se tratou para tomar posse como presidente em 1985. Mas na véspera não aguentou e faleceu logo depois devido a complicações .
O médico fez a internacao e diz que não havia opção. Tratamento imediato inicialmente por 72 h.
Escrevo este texto já passando 96 h e sem previsão de alta. A coisa está bem controlada com doses cavalares de antibiótico e outras coisas.
Mas os médicos suspeitam que a alta e o tratamento com remédios convencionais fora do hospital podem colocar em risco a cura e tornar minha vida um pesadelo com a suturaçao da inflamação .
Paciência . Diante de um veredito técnico destes vou ficar quieto.
O pedal neste ano não acontece mais pois existem ainda exames que devo fazer daqui a 40 dias na hipótese de ser bem sucedido este tratamento.
Um pedal pela costa baiana se transforma numa jornada hospitalar.
Nada mais a comentar.  Estava saudável e animado até o INESPERADO acontecer.

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

PEDAL CANCELADO /médico proibiu

Cheguei em Vitória e do aeroporto entrei no Hospital com dores lacinantes no abdômen. Depois de muitos exames veio o diagnóstico: diverticulite.
Uma inflamação no intestino. Estou internado e não poderei pedalar até que esteja totalmente reabilitado.
Moral: Tive muita sorte de estar acompanhado do amigo Gustavo que prestou total assistência. Além de que vitória Conta com excelente hospital. Se isto ocorresse em outro lugar poderia ter outras consequências.  Frustrado estou mas feliz pela sorte.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Roteiro Vitória a Salvador/ estudo.

Dediquei um tempo para traçar um roteiro da primeira metade da viagem. Tentei distribuir distâncias razoáveis ou amenas para uma  ciclo viagem agradável.
A altimetria não assusta. Até a cidade de Eunápolis a presença de muito sobe desce indicando presença de fundos de Vale  que quebram a monotonia e vão exigir forca no pedal. O que não é ruim. De qualquer maneira não é um roteiro fixo. Informações do caminho podem me tirar desta rota.

1-Vitoria a Barra do Riacho viaES010/// 74KM
Pousada do Quirino .
2- via ES445 Jacupemba - Linhares br101///66 km
Hotel BHS (depois entrada aeroporto)
3- Sao Mateus///82 km
Hotel Ibis
4- Itabatã BA///85 km
Pousada rio mucuri/ depois saída BA689 a mucuri
5- Teixeira de Freiras BA/// 62 km
Pousasa Lord 101 km878
6- Itamaraju BA ///69km
Pousada Vista Pedra.
7- Eunápolis ///95 km
Saida litoral hotel porto napolis.
8- Porto Seguro///65 km
Opcao seguir a Cabralia + 22km
9- Belmonte 74km cruzar rio para Canasvieiras
Bambusada hotel
10- Ilhéus 117 km
Opcao parar em Una ou comandatuba
11- Itacaré 73 km
12- camumu 55 km
13- Valença 74km
14- Ilha Itaparica 101 km ou seguir Salvador (travessia ferry)

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Estudando nova trip. Vitoria -ES até Não sei onde...

Comecei estudar roteiro de mais uma viagem. É a viagem nr 11 desde 2012. Optei pelo litoral brasileiro a partir de Vitoria ES- que é o ponto que já alcancei no litoral desde o Chuí-RS. Não sei se o ponto final é a cidade de Natal. Vou subindo e decidirei no caminho.

 Uma viagem que pretende ser leve e solta das amarras de um plano rígido.
Preciso registrar um sentimento: Depois de 6 anos viajando de bike , um sentimento sempre aflora- MEDO.  Sempre sinto um frio de medo. Algo que está oculto em nós. Medo do desconhecido.  Isto passa mas sempre aflora em nova viagem. Uma bosta !!!  Nem sei lidar  con este sentimento. É PURO fruto da imaginação humana. Instalado em todos nós.  E depois que a viagem começa o medo vai embora.
Mas afeta sempre o peso da babagagem . E se não achar onde dormir??? Peso extra de barraca.  E se ficar doente??? Bagagem extra de remédios.  E se ???? Este " e se..." fruto do medo aumenta a bagagem desnecessária.

O plano original era pedalar pela América central. Resolvi deixar para depois porque não tinha muita informação e não quero muitas complicações logísticas agora.
As postagens serão feitas no link abaixo.
https://diariodeviagensdebike.travelmap.net/litoral-vitoria-es-a-natal-rn

segunda-feira, 19 de março de 2018

Resumo das viagens desde 2012.

Resumo das viagens de 2012 a 2018

Resumo das Viagens feitas desde 2012.

Iniciacao: 18 de abril a 19 de abril de 2012
Sao Bento do sul-Sc para Balneario camboriu e voltando a Joinville-SC/ 300 km.
http://diariodeviagensdebike.blogspot.com.br/2012/05/blogger-ceusdebike-blogger.html

segunda viagem:de Balneario Camboriu-Sc para Montevideo-Uruguai/de 08de setembro 2012 a 24 de Setembro 2012
http://diariodeviagensdebike.blogspot.com.br/2012/09/resumo-da-viagem.html
/1491 km//subtotal 1791 km- 18 dias


Terceira viagem:Viagem bike 2013-Sc, rs e Uruguai (até a fronteira na cidade Rivera) e voltando pelo litoral.
Entre 01 e 16 de maio de 2013.
http://diariodeviagensdebike.blogspot.com.br/2014/08/viagem-bike-2013-sc-rs-e-uruguai-ate_28.html
1572 km//subtotal 3.363 km-34 dias


Quarta viagem:Viagem do parana ao rio de janeiro / de 26 de outubro a 4 de novembro de 2013
/990 km /subtotal 4353 km-44 dias
http://diariodeviagendebike.wordpress.com/2013/11

Quinta Viagem:De Montevideo-Uruguai dando a volta pelo Oeste-Rs-Sc/ de 08 de setembro de 2014 a 24 de setembro de 2014
http://diariodeviagensdebike.blogspot.com.br/2014/09/roteiro-2014-resumo-dia-zero-montevideo.html
1700 km //subtotal 6053-60 dias

Sexta viagem:de Foz do Iguacu -Pr a Buenos Aires-Argentina. de 05 de outubro a 15 de outubro de 2015. 900km//subtotal 6953km-70 dias
http://diariodeviagensdebike.blogspot.com.br/2015/10/foz-buenos-airesultima-parte.html

Setima viagem:DE Brasilia -Df a Castro-Pr. de 22 de Maio a 4 de Junho de 2016. 1217 km// subtotal :8170 km -84 dias
http://diariodeviagensdebike.blogspot.com.br/2016/06/viagem-2016-de-brasilia-df-castro-pr.html

Oitava viagem De Vitoria -ES ao Rio de Janeiro de 04 de Dezembro de 2016 a 10 de Dezembro. 620 km.//subtotal 8790 km - 91 dias
http://diariodeviagensdebike.blogspot.com.br/2016/11/vitoria-es-ao-rio-de-janeiro.html

Nona viagem.
Argentina desde Buenos Aires e Chile percorrendo a carretera austral até o fim.
De 06 novembro a 24 dezembro .
37 dias pedalados
2500 km/subtotal 11270 km
https://diariodeviagensdebike.travelmap.net

Décima viagem.
De 07 de fevereiro a 19 de Março de 2018.
Colômbia a partir de Bogotá até Lima no Peru.
Colômbia e Equador percorri a parte oriental (lado do amazonas) e no Peru pela costa do Pacífico.
30 dias de pedal distancia aproximada de 2500 km. Subtotal de 13570 km.
https://diariodeviagensdebike.travelmap.net
https://diariodeviagensdebike.travelmap.net
Fotos

https://photos.app.goo.gl/GHicJ8jqOVEwcxc02


sábado, 10 de março de 2018

Artigo sobre bicicleta/democracia/felicidade


https://www.univision.com/noticias/opinion/el-pais-mas-feliz

Um artigo que vale a pena ler.
É de um dos mais renomados jornalistas da atualidade.Jorge Ramos.

Extratos:
....
Empecemos por las bicicletas. Cuando un país cuida a sus ciclistas más que a sus autos –con vías perfectamente protegidas y señalizadas como las que vi en Copenhague– es que tiene bien amueblada la cabeza. De entrada te dice que cuida el medio ambiente y la salud de sus habitantes.
Ser uno de los países más bicicleteros del mundo tiene sus ventajas. Hay un claro sentido de igualdad. Existe una especie de meritocracia; va más rápido quien tiene las mejores piernas y hace más esfuerzo, no el que compró la bicicleta más cara. Y las dejan fuera de los lugares públicos sin candado.
....
Creo, como mencioné al principio, que el mejor país del mundo es el de uno. El que sea, pero donde no te maten en la calle, donde nadie se quede con hambre, donde te dejen estudiar y decir lo que quieras, donde las mujeres tengan las mismas oportunidades que los hombres, donde hagan todo lo posible para que no tengas que emigrar, donde enfermarse o retirarse no sea una sentencia de muerte, donde no haya un abismo entre ricos y pobres, donde sus líderes sean escogidos por todos, donde el corrupto acabe en la cárcel y donde no te discriminen por tu piel